Imagem

Anúncios

BRT está disponível para viagem experimental

O projeto BRT já é uma realidade. Desde a última segunda-feira (1º), os usuários de transporte coletivo puderam conhecer um dos ônibus do BRT (Bus Rapid Transit) e realizar viagem experimental por dentro dos corredores exclusivos. O passeio pode ser realizado até a próxima sexta-feira (5), com saída às 9h e às 16h, na Estação Perebebuí, na Avenida Almirante Barroso.

O ônibus articulado tem capacidade para transportar 180 passageiros, sendo que nesta primeira fase, irá percorrer o trajeto de São Brás ao Entroncamento e vice-versa. A ação é coordenada pela Unidade de Gerenciamento de Projetos Especiais (UGPE) em parceria com a Companhia de Transportes de Belém (CTBel).

Após a conclusão da obra, prevista para 2013, os ônibus do BRT serão articulados e biarticulados, com capacidade para transportar 250 passageiros por viagem. Os veículos deverão circular pelas avenidas Almirante Barroso e Augusto Montenegro, fazendo a integração entre o Distrito de Icoaraci ao Centro de Belém.

Os coletivos dispõem de ar condicionado, espaço para cadeirantes e deficientes físicos, além de possuirem espaço para transportar bicicleta.

O BRT é mais um grande projeto voltado para o trânsito de Belém. Uma das mais importantes obras já realizadas na capital. Uma conquista de Anivaldo Vale e do atual prefeito Duciomar Costa.

03/10: quarta-feira

Nesta quarta, 03, a partir das 08 horas,  o  candidato a prefeito de Belém, Anivaldo Vale (PR, PTB, PDT e PRB) apresenta aos moradores do bairro de Fátima  projetos nas áreas da Saúde e asfaltamento de ruas. Local: avenida Antônio Barreto com 14 de abril.

Às 14 horas, ele visita as obras de macrodrenagem do Paracuri. A partir das 17 horas, o candidato apresenta aos moradores da Sacramenta projetos nas áreas de Saúde, Educação e asfaltamento de ruas. E às 19 horas, Anivaldo conversa com moradores da área do Portal da Amazônia sobre a expansão  do projeto até a Universidade Federal do Pará.

 

Caminhada da vitória percorre as ruas do Conjunto Gleba

Em mas uma caminhada da vitória na manhã desta terça-feira (2), o candidato Anivaldo Vale, da coligação União por Belém (PR, PTB, PDT e PRB) seguiu em carro aberto pelas ruas do conjunto Gleba, no bairro da Marambaia. Foi recebido com muitas demonstrações de carinho e apoio dos moradores e comerciantes que assistiam e prestigiavam a onda amarela passar.

Feliz com as mudanças que o asfalto trouxe para sua vida e de toda a sua família. Foi esse o sentimento de Silmara Cabral, 26 anos, moradora há 17 anos da Rua Maravalho Belo, uma das 242 ruas dos conjuntos Gleba I, II e III que recebeu asfalto e drenagem.

“O asfalto muda completamente a vida das pessoas. Um asfalto na nossa porta traz polícia, ambulância, transporte e muitas outras coisas. Hoje a minha casa está valorizada, assim como a da minha mãe que mora na outra rua aqui próximo, na Raul Soares. Hoje eu posso dizer que eu moro com dignidade graças ao asfalto”, disse a moradora.

Com a vitória de Anivaldo Vale nas eleições, o bairro da Marambaia ganhará a construção da malha cicloviária com mais de três quilômetros de vias exclusivas para os ciclistas, mais asfalto nas ruas que ainda não foram contempladas com o serviço e mais iluminação pública, atingindo os pontos escuros que ainda se encontram no bairro.

“A Marambaia está entre os bairros que mais foram beneficiados pela atual gestão, mas é preciso fazer mais, e nós vamos fazer. No nosso governo, vamos continuar trazendo mais asfalto e iluminação pública para os conjuntos e criar mais espaços saudáveis, com as academias ao ar livre, nas praças Dom Alberto Gaudêncio e Tancredo Neves”, afirmou o candidato.

A moradora da casa 39 há mais de 20 anos, Ilma Monteiro, 42 anos, fez questão de garantir a sua bandeira 22 e colocá-la em destaque na frente da sua casa. Ela disse estar muito confiante na vitória de Anivaldo Vale, por considerar o melhor e o mais preparado candidato para administrar a cidade de Belém.

“O meu voto e de toda a minha família é do Anivaldo Vale, porque ele é o melhor candidato de todos esses que estão aí. Ele foi o melhor no debate de ontem e é o que tem as melhores propostas para Belém”, declarou.

A caminhada terminou no início da tarde na Rua Terceira do conjunto Gleba II, com muita animação e festa dos moradores e participantes que comemoravam a vitória de Anivaldo Vale no último debate e de mais uma caminhada de sucesso pelas ruas de Belém.

Sabatina da TV Record: “Governo tucano é zero em saúde e zero em segurança”, critica Anivaldo Vale

 

O candidato Anivaldo Vale participou de mais um debate realizado na noite desta segunda-feira (1), no estúdio da TV Record Belém. O candidato da coligação União por Belém (PR, PTB, PDT e PRB) aproveitou o tempo da sabatina para falar das ações que já estão em execução, das propostas de continuidade do governo e para criticar a atuação do Estado que está impedindo a execução de obras importantes como o BRT.

Anivaldo Vale criticou o candidato Zenaldo Coutinho (PSDB) que usa a saúde, a segurança e o saneamento como bandeira de campanha, mas que na prática “os três “esses” não funcionam no governo estadual tucano”.

Você vai me desculpar, mas temos que colocar ‘os pingos nos is’. Se o Governo do Estado tivesse cumprindo efetivamente os compromissos nessas áreas, estaria tudo bem, mas de uma hora pra outra o (hospital) Metropolitano de Ananindeua se transformou numa grade. Se é isso que você propõe para a saúde me desculpe”, disse em réplica.

Ele também criticou a forma como a gestão estadual tucana está administrando a Companhia de Saneamento do Estado do Pará. “A Cosampa não fez nada mais que limpar cano e ainda cobra 10% de taxa de esgoto. O Governo tucano é zero em saúde e zero em segurança”, disse.

Em resposta à primeira sabatina do candidato Sérgio Pimentel (PPL), Anivaldo Vale voltou a criticar a falta de atenção que o Estado vem dando para a saúde, transformando o Hospital Metropolitano “em uma grade que impede o atendimento dos pacientes do interior”, o que ele considera um dos principais motivos da superlotação dos prontos socorros da 14 de Março e do Guamá. “As pessoas ficam presas em casa por grades. Você não vê um policial na rua, só nos prédios e nas praças”, acrescentou.

Em tréplica, mais críticas ao governo estadual: “Essa saúde que está sendo feita pelo Estado no interior, não queremos dentro de Belém. Essa segurança, não queremos dentro de Belém. Esse saneamento só serviu para lavar cano e buscar uma ação contra a  Prefeitura para interromper o BRT”.

Ao responder as perguntas de Marcos Rêgo (PRTB) sobre emprego e renda, o candidato da União por Belém disse que 150 mil pessoas receberam treinamentos de qualificação da Prefeitura e que esse processo será fortalecido por meio de parceria com o Fundo Ver-o-Sol.

Anivaldo também aproveitou o tempo das réplicas nas sabatinas em que fez a outros candidatos para lembrar que, ao ser eleito Prefeito de Belém, irá criar a Secretaria de Segurança Comunitária, dar continuidade ao programa de asfaltamento que já beneficiou mais de 2.500 ruas, falou do programa de iluminação e lembrou que a Guarda Municipal de Belém é a mais bem remunerada e preparada do Brasil.

Em um minuto e meio de considerações finais, Anivaldo agradeceu aos telespectadores e disse que tem mais de 40 anos de vida pública, com todas as contas aprovadas e sem nenhum processo judicial.

“Sempre aprendi a respeitar a coisa pública e nessa eleição não tem nada de novo. Tudo o que os candidatos estão propondo é o que está em execução. Se falava em BRT e hoje é bandeira de todos os candidatos, assim como a macrodrenagem, o pronto socorro também é bandeira de todos”, disse ao lembrar que o Pronto Socorro de Icoaraci já foi inaugurado pela gestão atual na última sexta-feira (28/09).

“Agora queremos continuar o trabalho e eu sei como fazer e como trabalhar e por isso quero pedir o voto de todos os eleitores de Belém. Quero trabalhar por Belém na saúde, na educação e na segurança, com toda seriedade”. , finalizou.

O debate na TV Record foi mediado pelo apresentador Eduardo Ribeiro. Pelas regras e sorteio realizado uma hora antes, cada candidato foi sabatinado por dois outros candidatos em 30 segundos de pergunta e um minuto e meio de reposta. O candidato que perguntou teve um minuto para réplica e o candidato sabatinado, 30 segundos de tréplica. Foram quatro blocos de programa e várias rodadas de sabatinas com todos os candidatos que concorrem às eleições para a Prefeitura de Belém.